Microcalcificações

Os microcalcificações e macrocalcificações são freqüentes na mama  a partir dos 36 anos de idade.   A grande maioria não representam nenhum risco para câncer de mama . No entanto as microcalcificalções pleomórficas e agrupadas devem ser biopsiadas. Se disponível a abordagem deve ser por mamotomia ,deixando-se um clipe do local da ressecção da microcalcificação. Na indisponibilidade da mamotomia, realizar biópsia por estereotaxia. A indicação de cirugia será para os casos diagnosticados de câncer , diagnóstico inconclusivo , grupo extenso de microcalcificação com biópsia negativa e microcalcificação muito pequenas não acessíveis para biópisa. Sempre radiografar a peça cirúrgica. A marcação pode ser realizado com azul patente ou ROOL.

Sociedade Brasileira de Mastologia – Regional Piauî. Todos os direitors reservados.